quinta-feira, novembro 09, 2006

PARA SER FELIZ!!!



Uma pequena fenda, uma centelha...Um pouco de luz... Sim, é suficiente.Seus olhos se abrem e agora já pode ver: o caminho está à sua frente.Não tema, permita que o seu coração possa lhe guiar.Não desperdice suas energias em coisas que esvaziam seu ser, que possam roubar a luz do seu olhar.Abandone o que lhe faz sofrer, o que não lhe deixa ver quem você realmente é.Deixe que seu ser seja acolhido pelas mãos calorosas do amor e sinta que ai está a sua alegria,o seu preenchimento, a sua confiança.Todo pensamento sem amor tem que ser desfeito para que você possa contemplar a sua verdadeira realidade, uma realidade onde a luz é presente, mostrando que o amor é maior que tudo e que só através dele você pode realizar o seu crescimento, a sua plenitude.Para ser feliz, você tem que ser de coração.
(Autor Desconhecido )

Um comentário:

elisangela disse...

Nossas perspectivas vão muito além de simplesmente nos formarmos na faculdade, e é na UFRGS. Desde o início do curso EAD percebemos que há neste uma forma diferente, inovadora, diríamos extraordinária de formação de docentes. Não somos apenas pioneiros, mas originais e criativos preocupados em transformar todo um sistema de ensino tradicional e obsoleto. Ao mesmo tempo em que este mesmo sistema esta proporcionando as mudanças e transformações.
Estamos enfrentando sim, muitas dificuldades, entre elas a financeira e a técnica, pois, mal sabíamos ligar o computador quando iniciamos o curso.
Mas, sobre tudo, a teoria, os textos, e tudo que nos é proposto como atividades, desenvolvem em nós, conhecimentos. Conhecimentos que torna-nos capazes, de observarmos, analisarmos, tirararmos proveito das novas experiências, organizar as idéias, debater, pesquisar e questionar nossas práticas como educadores.
Essa troca de experiências e opiniões com os colegas é fundamental, porque encoraja e nos faz ir mais longe. Mas nunca a tempo de discutir sobre tudo e então é necessário fazer isso sozinhos para rever o que foi feito e compreender porque as coisas, as atividades ficaram boas ou nem tanto. Sugirerimos então que de tempos em tempos tenhamos esses momentos para respirar, analisar, observar e refazer o que for necessário.
Muito mais que uma formação acadêmica, estamos desenvolvendo atitudes que de uma forma ou outra se manifesta na sociedade.
Estamos abrindo a cabeça, questionando nossa própria ação, debatendo idéias e buscando outros caminhos.
Buscando o conhecimento, “sozinhos”, estamos encontrando um jeito próprio livres dos estímulos do mundo externo, tendo a oportunidade de sermos nós mesmos.
Desenvolvendo o raciocínio por termos de fazer muitas coisas ao mesmo tempo e nos é cobrado que sejam bem feitas com espírito investigativo, formalizamos a experiência através da escrita nos auto avaliando.
Teoricamente estamos aperfeiçoando nossa identidade de professores e tendo a oportunidade de crescer e obter os resultados em uma pratica imediato.
Nesta formação de professores a escola ganhou em nova dimensão social que nunca teve. De repetidora, ela se tornou co-criadora deste novo mundo que está. Para que possamos continuar nesse curso é preciso destruir preconceitos, transgredi-los, ter consciência que estamos literalmente correndo atrás do que queremos aprender e ser, transformando a realidade.
UM ABRAÇO!